Tuesday, December 1, 2009

poeta popular naif...

no Inverno o Sol escasseia
e a Vida passeia,
pela janela
vê-se a casa Amarela
no fim da Viela...
lá mora o marreco
que bebe água pelo Caneco,
sonha com o Prado
cheio de Trigo cultivado...
ladra o Cão coxo
ao barulho da Furgoneta,
que o atropelou a semana passada
enquanto atravessava a estrada...

Fer Nandes

1 comment:

*menina do mar* said...

Fer
Nandes

MuHahahhah

que belos versos, cheios de conteúdo cheios de melancolia..(pfff)
quase que te imagino do wc a ter tamanho momento de inspiração!!!

para quando mais "poesia"??